Solimar Silva
Crônicas, poesias, artigos diversos, livros, cursos, palestras e oficinas!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Amor retido

Você chegou quando eu mais esperava

e precisava.
Trouxe alegria, renovou a esperança!
Não ficou muito tempo,
mas a duração certa
de planos
de sonhos
de imagens
de nomes
de jogos
e viagens
Ficou tempo suficiente para eu te amar
sem saber o que você seria
na minha vida.
Por mais que alguém me avisasse
Para que eu não te amasse tanto assim,
pelo menos não tão rápido,
sem ter certeza de nosso futuro,
eu não pude fechar o meu coração
mesmo quando soube que o seu não batia
assim
em mim.
Continuei com aquele fio de esperança,
tão tênue,
com encontros semanais e cuidados diários,
contado em milímetros,
medido em eternidade.
Até que tudo se reduziu
e se transformou de repente
em lágrimas abundantes
e gotas de sangue.


Imagem: 
http://historiasylvio.blogspot.com.br/2013/06/doacao-de-sangue.html
Solimar Silva
Enviado por Solimar Silva em 09/04/2016
Alterado em 16/05/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários